Os desafios que cercam o administrador em suas atividades são inúmeros, pois o setor agrícola apresenta algumas características peculiares, como clima, tempo de produção e risco econômico, que dificultam o processo de tomada de decisão.

Quando nos referimos à agricultura e pecuária, nossa visão já não é a mesma de alguns anos atrás. O agronegócio vem entrando na era digital, a passos largos, e com isso, aumentando a demanda por profissionais de extrema competência na área.

Administrar uma propriedade rural, não significa apenas executar tarefas ou operações, mas fazer com que elas sejam desempenhadas por outras pessoas de maneira satisfatória e que promovam resultados positivos.

Os desafios que cercam o administrador em suas atividades são inúmeros, pois o setor agrícola apresenta algumas características peculiares, como clima, tempo de produção e risco econômico, que dificultam o processo de tomada de decisão.

Apesar de todas estas variáveis, o maior desafio para o administrador, ainda é a resistência dos proprietários em delegar as funções que lhe cabem. Não precisamos ir longe. Antes do ano 2000, apenas o conhecimento empírico era suficiente para obtenção de resultados no campo, onde o produtor também desempenhava o papel de gestor. Consequência disso, ainda há dificuldade para que um administrador de fora da família, tenha autonomia necessária para melhorar a qualidade das atividades e negociações.

Há uma necessidade pulsante de se criar uma relação harmoniosa entre as atividades dentro das propriedades rurais e nas atividades fora da porteira. O produtor precisa de mais planejamento e organização. Com a abertura do mercado externo, e as mudanças nos hábitos de consumo da sociedade, este setor tornou-se dinâmico, fazendo com que seus concorrentes não sejam mais apenas vizinhos de cerca, mas produtores de outros países, que possuem economia e sistema de governo, geralmente, diferentes do Brasil.

Então, se os desafios aumentaram e os concorrentes mudaram, é urgente a necessidade de reestruturação dentro da propriedade. O produtor precisa lançar os dados em um software de controle, acompanhar o mercado diariamente, tabular estes dados e analisar, para que cada decisão possa ser acertada, pois não há mais espaço para erros primários dentro deste setor, e não há profissional mais especializado para tal, quanto o administrador.