Quem lidera uma equipe de trabalho, não importa o seu tamanho, deve ficar atento a muitos fatores que contribuem para o alcance dos objetivos organizacionais.

Você pode estar se perguntando o que este assunto tem a ver com sucessão familiar, então, antes de começar a falar especificamente dele, explico aqui a relação: sucessão também envolve questões sobre a gestão dos negócios e da continuidade deles. Portanto, gestão de pessoas, liderança, desenvolvimento de equipes e alcance de resultados são assuntos de extrema importância para quem está passando por este processo na propriedade rural, uma vez que está diretamente ligado com o sucesso da empresa.

Quando você assume uma posição de liderança, muitos são os desafios: motivar a equipe, desenhar o planejamento estratégico para alcançar os resultados, conduzir a equipe para alcançar estes resultados, resolver as demandas do dia a dia, e isso é algo que exige muito do profissional, principalmente porque lida com pessoas diferentes, de perfis distintos, e nem sempre é fácil alinhá-las em busca de um objetivo comum.

Stephen Covey em um de seus livros aborda sobre a teoria da eficácia. E abaixo vou trazer alguns insigths sobre ela e sobre a relação entre produção e capacidade de produção de maneira prática, para que líderes possam entender esta diferença e aplicar em suas equipes, a fim de proporcionar uma tratativa mais justa para com seus colaboradores:

1º ponto: você tosquia uma ovelha mil vezes, mas só esfola uma.

– Não explore demais seus colaboradores. Tente equilibrar a cobrança e ser justo dentro do que cada um pode te ofertar (e foi contratado para te ofertar);

– Por que me refiro a tosquiar a ovelha?  Porque tosquiar é apenas tirar a lã dela, então essa lã vai crescer várias e várias vezes e você vai continuar a aproveitá-la em muitos momentos. Se você esfolar a ovelha, de forma a tirar a sua pele, você acaba com a sua capacidade de produzir mais lã.

2º ponto: se você é um líder/gestor e pensa que deve explorar ao máximo de toda sua equipe o tempo todo, porque é focado em resultados, tenho algo a te dizer:

– Este tipo de atitude pode te trazer um baita resultado a curto prazo. Mas você não vai conseguir manter este ritmo por muito tempo.

– Em poucos meses o que te resta é uma equipe em exaustão, limitada de sua capacidade produtiva, desmotivada, e deixando de amar a sua empresa e o propósito dela, esperando a primeira oportunidade que aparecer e partir para uma nova oportunidade no mercado.

3º ponto: vamos entender então como separar a produção da capacidade de produção para praticar justiça e manter o equilíbrio nas equipes:

– Sabe aquela história do fazendeiro e da galinha dos ovos de ouro? Do querer mais, sempre mais, até o dia que a galinha estressou tanto e morreu? Então. Equilíbrio na liderança é uma característica extremamente necessária.

– Se o seu colaborador for apaixonado pela sua empresa, se sentir motivado e enxergar a organização como um ambiente justo para se trabalhar, é muito provável que ele dê sempre o máximo dentro de suas possibilidades, sem que isso o esgote.

Como líder você deve cuidar bem de quem cuida dos seus negócios. Entenda que uma série de fatores contribuem para fazer com que seu colaborador produza mais, e não é a pressão por resultados que vai fazer isso acontecer. Se ele estiver engajado, motivado e se sentir pertencido, pode estar em casa, na sua empresa ou em qualquer lugar, que vai produzir da melhor maneira possível.

Um ambiente maduro, seguro, com um bom clima organizacional, uma boa estrutura, e onde o colaborador perceba que o gestor e a empresa se preocupam de fato com seu bem-estar e consequentemente com seu crescimento, é solo fértil para produtividade.

Isso pode te demandar um investimento mais alto a curto prazo, mas tenha certeza que lhe fará ter uma base sólida e muitos resultados a longo prazo, pois você e sua empresa estarão cercados de pessoas que fazem questão de produzir mais e melhor em prol do seu negócio.

Portanto, produção é algo totalmente diferente de capacidade de produção. E este equilíbrio entre o que você produz e sua capacidade de produzir só será contínuo se houver harmonia e bem-estar, ou seja, produzir exatamente o que você é capaz, dentro do espaço de tempo normal.